Background Image
Table of Contents Table of Contents
Previous Page  19 / 68 Next Page
Information
Show Menu
Previous Page 19 / 68 Next Page
Page Background

higiplus

1º TRiMEsTRE/2011

19

“Não há lugar como o nosso lar”.

A frase, imortalizada por Judy Garland

como Doroty, a personagem do filme

O Mágico de Oz, simboliza com quase

perfeição o sentimento de um novo

dono de um apartamento ou casa. O

sonho, porém, pode se transformar

em pesadelo rapidamente. Poeira,

restos e rejunte podem estragar meses

de obras e fantasias.

Fazer uma limpeza comum nesses

casos não adianta, pois resolve apenas

lugar. Já no caso da limpeza pós-obra

a meta é deixar o lugar habitável”, di-

ferencia o empresário Roberto Donato,

um dos sócios da In Service.

O pontapé inicial de uma limpeza

pós-obra começa com a visita de um

técnico ao lugar onde será realizada

a faxina. Na Líder, empresa especia-

lizada no segmento, por exemplo, o

orçamento é entregue em até 24 horas

após a visita do especialista. “A visita

do especialista é algo fundamental na

obra. Ele que vai me dizer o tipo de

sujeira que a equipe vai encontrar lá”,

comenta Donato.

A visita do especialista, porém,

muitas vezes não é realizada. Nesses

casos, a empresa simplesmente oferece

um orçamento, onde independente da

situação o valor gira ao redor 12 reais

por metro quadrado. “Perto do valor

total da obra, contratar um serviço de

pós-obra não onera tanto o cliente”,

comenta Silvia.

Donato discorda desse método.

“Em um escritório de dois mil me-

tros, por exemplo, caso ele tenha o

piso de carpete e só tenha caído pó

durante a obra o custo será muito

menor do que em um escritório

com piso frio com as janelas cheias

de marcas de tinta”. “Acaba sendo

mais justo fazer um orçamento dife-

renciado para cada cliente. Às vezes

ele faz tudo direitinho para facilitar

o nosso trabalho, então seria injusto

eu cobrar o mesmo de quem não

teve esse cuidado”, afirma Valdenice

Marçal, empresária da Líder.

parte do problema. A solução nesse

caso é contratar um serviço especiali-

zado em limpeza de pós-obra. “Obra

é uma coisa suja. Por mais que o ele-

tricista, pedreiro ou empreiteiro façam

uma pequena faxina após realizar os

serviços, eu sempre recomendo aos

meus clientes contratar um serviço de

pós-obra”, comenta a arquiteta Silvia

Helena de Sá.

“Uma limpeza comum normalmen-

te tem como meta a manutenção do

Limpeza Pós-Obra

Depois daquela obra...

Contratar um serviço pós-obra está se tornando algo comum