Revista Higiplus 50

24 HIGIPLUS |4º TRIMESTRE/2018 SUSTENTABILIDADE EMSETEMBRO, OBANCOMUNDIALDIVULGOU um relatório que aponta: até 2050, a produção de lixo no mundo deve aumentar em70%. Isto significa que, casome- didas não sejam tomadas com urgência, teremos 9 bilhões dehabitantes e 4bilhões de toneladas de lixourbano ao ano. Paga-se um elevado custo ambiental e financeiro por isso. Amaior parte dos resíduos sólidos produzidos no mundo, cerca de 800 milhões de toneladas/ano, é descar- tada em aterros. E há uma especial despreocupação com o plástico. De acordo como relatório, em2016 omundo gerou 242 milhões de toneladas de dejetos plásticos, que podem afetar por centenas ou milhares de anos os ecossistemas. Já segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), essa situação, além de prejudicar a economia e o meio ambiente, representa riscos à saúde. A falta de coleta ou o descarte de lixo em locais inapropriados contamina o solo e os cursos d’água, sua queima sem con- trole polui o ar e o baixo uso de materiais reciclados acelera o esgotamento dos recursos naturais. Daí a importância de leis como a nº 12.305/2010, que fala da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). A lei brasileira obriga os fabricantes e distribuidores a reco- lher suas embalagens usadas. Mas não basta reaproveitar e remover refugos do processo de produção, por exemplo. Comoandaaseparação edestinaçãodo lixoem suaempresa? O fabricante é responsável por todas as etapas da vida útil do produto. Por isso, conceitos como da logística reversa passarama sermuito difundidos no universo corporativo, se transformando em uma importante ferramenta para a sustentabilidade empresarial. De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, logística reversa é um conjunto de ações, proce- dimentos e meios para viabilizar a coleta e restituição dos resíduos ao seu emissor, para reaproveitamento ou outra destinação final ambientalmente adequada. “Há muito desperdício, tanto nos processos indus- triais como nos processos de coleta seletiva. A logística reversa possibilita a reutilização desse material ou, se não for possível, promove o descarte correto domesmo”, explica opresidentedo InstitutodeLogísticaReversa (Ilog), NiloCini Junior . “Dessa maneira, as empresas têm se esforçado para reintegrar os resíduos nos processos produtivos originais, minimizando as substâncias descartadas na natureza e reduzindo o uso de recursos naturais”. LOGÍSTICAREVERSANAPRÁTICA Quase cinco toneladas de plástico e 24 mil galões a menos nomeio ambiente. Este resultado impressionante é o

RkJQdWJsaXNoZXIy Mjk5NzE=